Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Abril 08 2010

escadotes de mentol perfumando a língua

doem-me os átomos viajando em cubos de âmbar

escorrem melancias telecomandadas

molho os dedos na trovoada

antes que os príncipes trabalhem nas pestanas

metáforas cortando aquários incompletos

e os fetos bailando sobre hospitais suspensos

solto holofotes na confusão de papoilas

chávenas abraçando limões

e quadros desfeitos sobre o potássio dos ananases

rádios de pimenta

dobrando sapatos de orvalho

enquanto os tectos mortos

consertam raízes

 

reinvento pontes costuradas

malas desfeitas

e confunde-se o vagão azul

com a rouquidão curva dos violoncelos

encharco assobios

pois eu quero beijar o malabarismo dos peixes

e atirar-me sobre escorregas de amêndoa

embarco amanhã no guindaste de uvas 

 

CLÁUDIA BORGES

in(malmequeres os lábios molhados)

publicado por virginiabranco às 22:38

Abril 08 2010

pálida rimando a voz com a memória escravizando os dias

presa num voo alucinado

suspenso por um parapente de sílabas

ainda me transporto

nas esquinas movediças dos horizontes

e eles cantam-me em teórica língua

com coroas e pó sobre as metalúrgicas faces

depois esbatem-se na mitologia das sombras

invadindo os asteriscos púrpura das janelas

e rainha do ocidente

vou amolecendo na interminável soldadura das ondas

 

CLÁUDIA BORGES

in (malmequeres os lábios molhados)

publicado por virginiabranco às 22:24

Abril 04 2010

os joelhos ensaiando sobre o pó das crateras

quadrados cosendo o chão húmido

as malas pregadas nas pautas sem vértices

continuamos medindo documentos de neon

há braços eléctricos polindo espelhos

e alcatifas tenras ensinando rebuçados

 

nunca filmei quartos silvestres

ao mínimo cálculo

feri membranas de pólen

versifiquei cavalos de feldspato

 

às vezes trago o silêncio à frente das lâminas

e as rótulas traçam espirais de víboras

temos salas opacas

prontas a fabricar beijos

por sílaba

um nome atropelado

o planisfério desbravando telhados de giz

 

CLÁUDIA BORGES

in (Malmequeres os Lábios Molhados)

 

publicado por virginiabranco às 23:03

Abril 04 2010

desembarquei na praia funda

onde possuo a heteronomia das minhas mãos

as mãos entre os dedos

e eu queria esquecer-me de nós

sentir o corpo a corpo

a morte passando e agitando os cabelos leves

 

repeti os sons dos nomes azuis no início da frase

e dei-te a luz das personagens entreabertas

o mar está coberto do frio das violetas

lancei as redes para colher a brisa contínua

desabafando no infinito

 

beijei a mudez do silêncio

depois olhei-te simples

como se fosses o traçado das ondas

sobrepondo-se a centenas de códigos

 

sublinhei os teus olhos artísticos

e apartaram-se as correntes

como se os meus braços fossem um nó no espelho

 

 

CLÁUDIA BORGES

in (malmequeres os lábios molhados)

publicado por virginiabranco às 22:52

Março 31 2010

caía a cal nos contornos dos olhos

apertava a seda das cortinas

numa larga tangente entre esferas

e cortava os frutos

respirando contra os candeeiros alérgicos

 

vertical as folhas

ressurgiam nos dedos

e era como se reescrevesse a antologia da pele

a porta trancada

do outro lado um berço de malmequeres artificiais

caminhava no rodapé quente

vedando o sangue num xaile de serpentes

vou inclinada na bússola autopsiar a chuva

 

 

CLÁUDA BORGES

in (malmequeres os lábios molhados)

publicado por virginiabranco às 16:51

Março 31 2010

mulheres alumiam-se saltando as válvulas dos quartos

nos lagos

cornucópias roxas demorando-se na espuma

desarrumam-se os olhos

para comprar as escarpas verdes do vento

cadeiras adormecendo

artesões pintando esplanadas de espuma

elas corriam pelas ruas

com os jornais metidos na voz

e o cetim dos ombros derramando-se pelas estátuas

eram breves

pálidas

afastando as luas

para colherem o bronze das nuvens

tinham a barriga escavada pelas ondas

e os dedos recortados

sobre uma inocência de veludo

retocavam as queimaduras dos relógios

penteavam as ramagens de porcelana

segurando lamparinas

caminhavam

desprendendo lágrimas de verdete

sobre traves compridas

com sete saias de marfim respirando a brisa

as casas envelheciam

e elas reconstruíam-se nos charcos de esferovite

pulsando a beleza acrílica das canoas

 

 

CLÁUDIA BORGES

in (malmequeres os lábios molhados)

 

publicado por virginiabranco às 16:15

Março 31 2010

tenho malmequeres nos cabelos e lábios molhados

vêm piratas consumir-me os poros

há mercados no respirar dos acordes

entre os teus braços

alumio a garganta com laranjas

e soam flautas sobre os lençóis

escrevo-te com as ancas

sublinhando os nomes

e a paixão agarrando as estações

eu torço cascatas

e as noites sufocam-me

as paredes esbatem-se na minha caligrafia quente

escrevo-te

sobre os bancos de aço

que me cosem a pele

sobre a insónia fria da madeira

peço-te roupas amarelas

e que me ates as vértebras ao sono

visto-me com as facas de lantejoulas

subo varandas

com as artérias queimadas do silêncio

escrevo-te

enquanto os quartos se alagam

e os cometas envenenam marcadores

trepa-me a boca

para que as palavras sejam mais leves

e com o coração riscando nebulosas

escrevo-te numa carta toda branca

enquanto as ondas crescem

e as nossas caras

escoam a largura dos icebergs púrpura

publicado por virginiabranco às 16:01

Junho 30 2009

  O GIVAC  - Grupo de Intervenção Cultural e Artística de Viseu, responsável pela edição da Revista Anim´Arte, no dia 23 de Junho procedeu à entrega dos Prémios Anim´Arte 2008.

 

O Prémio Revelação   foi atribuído a CLÁUDIA BORGES, nossa associada, com 17 anos de idade, com quatro livros de poesia já publicados (Pegadas do Meu Ser, em 2004; Acreditar em Mim, em 2005; Instinto, em 2006; Malmequeres os Lábios Molhados, em 2007).

 

Cláudia Borges considerou o seu prémio como "um estímulo para a geração mais nova".

 

Para ver notícia mais pormenorizada e foto de Cláudia (4.ª) clicar em

http://www.faroldanossaterra.com/?p=9283&cpage=1#comment-1310

 

Relativamente ao livro infantil "O Pucarinho  Mágico" que  ofereceu à APP,  o Grupo da Escola que apresentou  este bonito trabalho, em que esteve integrada Cláudia Borges, foi galardoado com uma menção honrosa a nível nacional, atribuída pelo Instituto Português para a  Reabilitação.

Muitos parabéns, Cláudia!

 

 

 

Maria Ivone Vairinho

publicado por appoetas às 02:04

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO